doença

  1. As alergias mais comuns no Brasil: quais são, sintomas e prevenção

    Uma resposta do sistema imunológico a substâncias estranhas, as alergias são um dos problemas de saúde crônicos mais comuns do mundo. O Blog da Drogaria Total explica quais são os principais fatores relacionados a elas, as alergias mais comuns no Brasil, suas causas, sintomas e prevenção.
    Leia mais »
  2. Entrevista Total: Dezembro Vermelho e a luta contra a AIDS

    Quem participa deste Tá no Blog é a infectologista Karen Morejon, falando sobre a AIDS e o HIV, temas que se destacam no mês de dezembro devido a campanha Dezembro Vermelho, um movimento de conscientização e prevenção ao HIV/AIDS e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). Além disso, aborda o porquê do aumento dos casos em idosos, como podemos nos prevenir e qual a relação de tudo isso com o novo Coronavírus, hoje, mais do que nunca, parte da nossa realidade. Confira todo o conhecimento que essa profissional da saúde divide conosco:

    Leia mais »
  3. Conheça o Outubro Rosa e saiba como fazer o autoexame da mama

    Criado no início dos anos 1990, o movimento "Outubro Rosa" vem conscientizando mulheres de todo o mundo sobre a prevenção ao câncer de mama, principalmente. O sintoma mais comum deste tipo de câncer é o aparecimento de nódulos na mama que, geralmente, são consistentes, indolores e irregulares. No entanto, o câncer de mama também pode causar edemas cutâneos (uma irregularidade na pele semelhante à casca de uma laranja), dor, descamação, até ulceração do mamilo, hiperemia e inversão do mamilo.

    Em todo o mundo, o câncer de mama representou 24,2% do total de casos de mulheres com câncer em 2018, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Só no Brasil, o Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima mais de 66 mil novos casos deste tipo de câncer, representados com a taxa de incidência de 43,74 casos por 100.000 mulheres.

    As empresas que quiserem participar da campanha podem aderir ações de conscientização sobre o câncer de mama dentro da empresa, iluminar as fachadas de

    Leia mais »
  4. Campanha do coração: conheça o “Setembro Vermelho”

    A campanha “Setembro Vermelho” alerta sobre os cuidados com o coração e procura combater a desinformação e a falta de prevenção. O mês foi escolhido porque no dia 29 é comemorado o Dia Mundial do Coração, criado no ano 2000 pela Federação Mundial do Coração com apoio das Nações Unidas. Desde então, o mundo todo realiza ações diversas para promover a conscientização da importância da saúde do coração.

    Segundo levantamento realizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), 17,5 milhões de pessoas morrem no mundo a cada ano por doenças cardiovasculares, o que representa 31% de todas as mortes do mundo. No Brasil, o número de óbitos chega a 350 mil por ano. Órgão vital, o coração está sujeito a diferentes males e cerca de 80% dessas doenças podem ser evitadas com hábitos saudáveis cotidianos.


    Praticar atividades físicas

    O corpo em movimento beneficia a saúde do coração, pois ele trabalha com mais eficiência, sem ter que fazer tanto es

    Leia mais »
  5. Setembro Amarelo e a importância da prevenção do suicídio

    Tudo sobre a Campanha Setembro Amarelo está no Blog da Drogaria Total.  Veja mais sobre a origem da data, ações de conscientização e dados relacionados ao suicídio. Saiba também como buscar ajuda. Acesse agora e leia o conteúdo completo.

    Leia mais »
  6. Cigarro: seus males e perspectivas de mudança

    Leia no Blog da Drogaria Total quais são os malefícios do cigarro para o nosso organismo, porque as pessoas começam a fumar, a quantidade de fumantes no Brasil e de mortes causadas pela dependência da nicotina. Descubra também as perspectivas de mudança, ações e como parar de fumar.

    Leia mais »
  7. Alzheimer: causas, sintomas e como prevenir

    Entenda o Alzheimer, a conhecida doença degenerativa do cérebro que afeta a memória e diferentes funções mentais.

    Saiba mais sobre as causas, sintomas e formas de prevenção dessa doença, ainda sem cura.

    Leia mais »
  8. Julho Amarelo promove conscientização das hepatites virais

    Com o novo mês, tem início uma nova campanha. O “Julho Amarelo” visa conscientizar sobre a importância da prevenção, diagnóstico e tratamento das hepatites virais. As do tipo A e B já possuem vacinas que as detêm. A hepatite C ainda não possui vacina, mas já há uma cura para este tipo. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 0,7% dos brasileiros, de 15 a 69 anos já tiveram contato com o vírus do tipo C.

    As hepatites são doenças que promovem a inflamação do fígado. Em 2010 a Organização Mundial da Saúde instituiu o dia 28 de julho, seria o Dia Mundial da Luta contra as Hepatites Virais. Desde então, vários países iniciaram ações diversas para promover a conscientização da população sobre essas doenças, que apresentam características distintas entre seus tipos. Os mais comuns de hepatites são causados pelos vírus A, B e C, mas existe também os vírus D e E, este último mais frequente na África e na Ásia.

    Essas doenças nem sempre apresentam sintomas, porém os mais comuns são olhos e pele amarelados, cansaço, febre, mal-estar, tontura, vômitos, dor abdominal, urina escura e fezes claras. Há algumas medidas simples que previnem a infecção, como manter exames de rotina e visitar seu médico regularmente, não compartilhar agulhas e seringas, sempre exigir materiais descartáveis e esterilizados em salões de beleza ou estúdios de tatuagem, e usar preservativos.

    Leia mais »
  9. Conheça a doença falciforme e a importância do teste do pezinho

    Um dos distúrbios genéticos mais comuns no Brasil, a doença falciforme tem esse nome devido a uma alteração ocorrida nos glóbulos vermelhos do sangue, que tomam um formato parecido a uma foice. Esse aspecto diferente das hemácias dificultam a circulação de oxigênio nos tecidos de todo o corpo, causando palidez, desidratação, infecções frequentes, cansaço intenso, dores no corpo (principalmente nas pernas, tórax e articulações), e podendo causar, inclusive, acidentes vasculares cerebrais (AVC).

    Segundo estatística do Ministério da Saúde divulgada em 2018, há entre 25 e 50 mil pessoas no Brasil vivendo com a doença falciforme que, por ser um distúrbio genético, é hereditário. A doença começa a se manifestar já no primeiro ano de vida do bebê, por volta dos seis meses. Por isso o popular teste do pezinho, realizado já nos primeiros dias de vida do bebê, é de extrema importância para identificar essa alteração nas hemácias e dar início ao tratamento, que envolve a prevenção de infecções, transfusão de sangue, alguns medicamentos específicos de uso oral, entre outros recursos.

    A doença falciforme tem diferentes graus de gravidade e o transplante de medula óssea tem curado alguns casos com êxito dessa doença em crianças, principalmente, apesar de ser um tratamento ainda em fase experimental.

    Você, mãe! Não deixe de fazer o teste do pezinho em seu bebê! É possível conviver com a doença falciforme, mas quanto antes identificar o distúrbio e começar o tratamento, é possível garantir uma melhor qualidade de vida para seu filho.

    Leia mais »
  10. Coronavírus: o que é e como se prevenir

    Muitas informações estão percorrendo a internet sobre a doença Covid-19 e o novo Coronavírus, por isso reunimos as principais dúvidas e questões sobre o assunto para que todos se mantenham bem informados, afinal, a informação é a melhor forma de prevenção.

    “Coronavírus” é o nome de uma família viral conhecida desde os anos 1960, que provoca infecções respiratórias entre outras doenças, tanto em seres humanos quanto em animais. A doença que está se espalhando atualmente pelo mundo foi nomeada de Covid-19 (uma abreviação em inglês para “doença por coronavírus 2019”), e foi descoberta ao final do ano passado, na China.

    Apesar de cientistas do mundo inteiro já estarem estudando o vírus, incluindo muitos brasileiros, até este momento não há uma vacina. Este processo leva tempo, mas há muitos estudiosos empenhados neste mesmo objetivo.

    A transmissão da Covid-19 acontece principalmente por vias respiratórias, contato físico e contato com superfícies contaminadas. Por isso a importância do autoisolamento e de lavar as mãos constantemente com água e sabão. Caso não tenha uma torneira por perto, leve sempre álcool em gel 70% para utilização nestas situações. Sempre que tocar em alguma superfície, qualquer superfície, incluindo e principalmente teclados de computadores e celulares, não leve a mão a regiões com mucosas, como olhos ou boca, antes de lavá-las. É importante também não compartilhar itens pessoais, como talheres ou toalhas.

    Os principais sintomas da Covid-19 se confundem bastante com os de uma gripe comum, mas o principal é a insuficiência respiratória, por isso fique alerta. Ir até um posto de saúde somente com sintomas de gripe pode ser arriscado, por isso é preciso ficar atento à respiração e procurar serviços médicos sempre que houver qualquer tipo de insuficiência ou problema respiratório. Ao procurar um hospital, tome medidas preventivas também, cubra a boca e o nariz ao espirrar (nunca com a mão, de preferência com um lenço descartável), lave as mãos com frequência, evite aglomerações e, se possível, mantenha-se em lugares mais arejados.

    Se estiver com sintomas, isole-se do restante da família sempre tomando cuidados com hidratação e repouso. Os familiares devem tomar as precauções indicadas, como lavar as mãos com frequência, não compartilhar objetos pessoais e evitar contato com secreções da pessoa com sintomas.

    Não há necessidade de a população em geral usar máscaras. Quem estiver saudável, não é preciso utilizar, somente manter as ações de prevenção citadas acima.

    Os governos de todo o mundo estão monitorando e tomando atitudes para que a situação melhore, mas cada um pode fazer a sua parte se seguir essas recomendações simples e diretas para prevenção. Evitando a contaminação, é possível conter a proliferação do vírus.

    Leia mais »