respeito

  1. Dia das Apaes exalta a luta pela inclusão

    Criada no Rio de Janeiro em 1954, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) é uma organização social que tem como principal objetivo promover a atenção total às pessoas com deficiência intelectual e múltipla. Hoje a Associação está presente em mais de 2,2 mil municípios distribuídas em 24 Federações Estaduais (Feapaes) em todo o território nacional e visa crescer ainda mais para aumentar seu alcance, que hoje atende 250 mil brasileiros com deficiência intelectual e múltipla diariamente. Hoje, 11 de dezembro, é comemorado o Dia Nacional das Apaes, instituído em 2001 via Lei Federal nº 10.242. O intuito é promover a luta pelos direitos da pessoa com deficiência intelectual e múltipla por meio de ações de conscientização. Durante o seu tempo de existência, a Apae reuniu importantes conquistas, como a incorporação do Teste do Pezinho na rede pública de saúde e a inclusão de linguagens
    Leia mais »
  2. Protagonismo da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla

    O Blog da Drogaria Total aborda a importância da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla e as atividades voltadas ao tema de 2020: “Protagonismo empodera e concretiza a inclusão social”. Clique aqui e leia o texto completo.

    Leia mais »
  3. Meio ambiente e a conscientização sobre os recursos naturais

    Hoje é um dia especial! Comemoramos o Dia da Ecologia, Dia Mundial do Meio Ambiente e Dia Nacional da Reciclagem. Não por acaso, esses temas se relacionam diretamente entre si e todas as comemorações têm como objetivo principal promover debates sobre o meio ambiente nos mais diferentes grupos da sociedade, para que haja uma reflexão maior sobre os problemas ambientais.

    A reciclagem é uma das alternativas para ajudar o meio ambiente a se regenerar e não se desgastar ainda mais. No entanto, no Brasil, essa prática ainda não se tornou um hábito. Segundo o Índice de Sustentabilidade Urbana (ISLU), criado pelo Sindicato Nacional de Empresas de Limpeza Urbana e pela PwC Brasil, o percentual médio da cobertura da coleta do lixo no país, em 2019, se manteve em 76% e, dos municípios inclusos, 51% ainda destinam o lixo incorretamente e somente 3,9% dos resíduos coletados são reciclados. Ainda assim, divulgando informações de forma eficaz e conscientizando a população, é possível aumentar as ações que possibilitem mudar esse cenário. Também no ano passado, o Ibope revelou que 88% das pessoas ouvidas em uma pesquisa consideram os cuidados com o meio ambiente uma das maiores preocupações da atualidade.

    Atitudes simples podem ser tomadas por todos para melhorar as condições ecológicas do nosso planeta e salvar as gerações futuras. Promover a reciclagem na hora de separar o lixo ou ter a consciência da utilização correta e moderada dos recursos naturais pode fazer toda a diferença.

    Leia mais »
  4. Síndrome de Down: respeito e igualdade

    Proposto pelo Brasil, criado pela organização Síndrome de Down Internacional e reconhecido pela Organização das Nações Unidas, o dia 21 de março é conhecido como o Dia Internacional de Síndrome de Down, data que busca incentivar pessoas com essa alteração genética, e outras mais que convivem ou trabalha com elas, a participarem de atividades e eventos diversos, promovendo a conscientização sobre a Síndrome de Down e exaltando o respeito e a igualdade entre todos.

    É importante lembrar que a Síndrome de Down não é uma doença, mas uma alteração genética que ocorre naturalmente durante a gestação. Essa alteração afeta o desenvolvimento de determinadas características físicas e cognitivas da pessoa. O Brasil tem, atualmente, entre 350 mil e 400 mil pessoas essa síndrome, de acordo com a Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down, que já conseguem conviver muito bem com suas limitações, em sua maioria, e buscam apenas o respeito e o direito a oportunidades de inclusão social. O dia 21 pode já ter passado, mas a atenção ao assunto deve ser diária.

    Leia mais »