Cuidados com a saúde

  1. Entrevista Total aborda a campanha Novembro Azul e a prevenção ao câncer de próstata

    A segunda entrevista da série Entrevista Total é com o urologista Murilo Andrade, que explanou um pouco mais sobre o câncer de próstata, suas causas ou e consequências, tratamentos, fatores de risco e a importância da prevenção, tema abordado pela campanha Novembro Azul. Confira o vídeo que Tá no Blog!

    Leia mais »
  2. Conheça o Outubro Rosa e saiba como fazer o autoexame da mama

    Criado no início dos anos 1990, o movimento "Outubro Rosa" vem conscientizando mulheres de todo o mundo sobre a prevenção ao câncer de mama, principalmente. O sintoma mais comum deste tipo de câncer é o aparecimento de nódulos na mama que, geralmente, são consistentes, indolores e irregulares. No entanto, o câncer de mama também pode causar edemas cutâneos (uma irregularidade na pele semelhante à casca de uma laranja), dor, descamação, até ulceração do mamilo, hiperemia e inversão do mamilo.

    Em todo o mundo, o câncer de mama representou 24,2% do total de casos de mulheres com câncer em 2018, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Só no Brasil, o Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima mais de 66 mil novos casos deste tipo de câncer, representados com a taxa de incidência de 43,74 casos por 100.000 mulheres.

    As empresas que quiserem participar da campanha podem aderir ações de conscientização sobre o câncer de mama dentro da empresa, iluminar as fachadas de

    Leia mais »
  3. Novos hábitos alimentares: saiba mais sobre vegetarianos, veganos, celíacos e intolerantes

    Para ter uma vida mais saudável, o cuidado com a alimentação se tornou essencial. A atenção com o que comemos reflete em vários e diferentes setores de nosso organismo. A população adotou novos hábitos alimentares por opção ou mesmo por necessidade, e nossa missão hoje aqui no blog é explicar um pouco sobre essas diferenças e algumas curiosidades sobre essas diferentes condições muito encontradas hoje em dia.

     

    Vegano X Vegetariano

    A explicação principal para a diferença entre o veganismo e o vegetarianismo está na origem dos alimentos. O vegetariano não consome carne, mas come outros alimentos que tiveram sua origem de um animal, como por exemplo ovos ou leite. Já o vegano não consome nada disso. Tudo que tiver alguma origem animal, incluindo produtos derivados de leite, já é excluído do cardápio de quem pratica o veganismo.

     

    Qual a restrição de quem é celíaco?

    O termo, na verdade, refere-se à doença celíaca, que acontece n

    Leia mais »
  4. Saúde Mental nas Crianças é o tema da primeira Entrevista Total

    Nosso blog está muito especial hoje! Começamos com uma série de entrevistas com profissionais da saúde que trarão informações valiosas para você em seus segmentos. Começando o quadro Entrevista Total, unimos a Semana das Crianças com a comemoração do Dia Mundial da Saúde Mental, que é comemorado amanhã, dia 10 de outubro, e convidamos a neuropediatra Marili Coelho para falar sobre o desenvolvimento mental das crianças, desde o nascimento, quais as consequências da pandemia de Covid-19 para os mais novos e como os pais podem driblar a quarentena junto a seus filhos. 

    Leia mais »
  5. Higiene bucal: é preciso começar desde criança

    É preciso começar a cuidar da saúde bucal desde cedo, por isso os pais precisam ficar atentos ao aparecimento dos primeiros dentinhos do bebê, seguindo uma rotina com os cuidados necessários para limpá-los adequadamente. Com o passar do tempo, mantendo essa rotina e mostrando que a escovação é parte importante do processo de desenvolvimento da criança, a criação do hábito de se cuidar da higiene bucal já se inicia.

    Não só é importante mostrar para os filhos que a escovação dos dentes é algo natural como é possível tornar o ato agradável ao acompanhá-los durante a higienização bucal e deixá-los escolher uma escova divertida. Reforçar as consequências que a falta da higiene pode trazer à boca e ao organismo também ajuda a criança a compreender a relevância dessa rotina.

    Você pode ajudar seu filho a manter uma boa higiene bucal o ensinando a:

    • Escovar os dentes, pelo menos, três vezes ao dia, sempre após cada refeição;

    • Não engolir pasta de dente e util

    Leia mais »
  6. Setembro Amarelo e a importância da prevenção do suicídio

    Tudo sobre a Campanha Setembro Amarelo está no Blog da Drogaria Total.  Veja mais sobre a origem da data, ações de conscientização e dados relacionados ao suicídio. Saiba também como buscar ajuda. Acesse agora e leia o conteúdo completo.

    Leia mais »
  7. Cigarro: seus males e perspectivas de mudança

    Leia no Blog da Drogaria Total quais são os malefícios do cigarro para o nosso organismo, porque as pessoas começam a fumar, a quantidade de fumantes no Brasil e de mortes causadas pela dependência da nicotina. Descubra também as perspectivas de mudança, ações e como parar de fumar.

    Leia mais »
  8. Alzheimer: causas, sintomas e como prevenir

    Entenda o Alzheimer, a conhecida doença degenerativa do cérebro que afeta a memória e diferentes funções mentais.

    Saiba mais sobre as causas, sintomas e formas de prevenção dessa doença, ainda sem cura.

    Leia mais »
  9. Quais serão as fobias consequentes da pandemia

    A pandemia de Covid-19 tem mudado a rotina das pessoas de todo o mundo de maneira inesperada e deve gerar consequências mesmo após o controle do novo Coronavírus. Quanto maior o evento, maior podem ser as suas decorrências. O confinamento social, essencial para o controle da pandemia, além do alto contágio do vírus e os óbitos causados pela doença devem gerar sequelas, principalmente, psicológicas, como as fobias.
    Segundo o psiquiatra Luiz Vicente Figueira de Mello, do Hospital das Clínicas da FMUSP, em entrevista para o portal Catraca Livre, as três principais sequelas devem ser:
     
    - Fobia de doença
    De acordo com o especialista, também é conhecida como a fobia do contágio. É o medo que a pessoa passa a ter de pegar uma doença e morrer, o que gera crises de ansiedade e ataques de pânico. Pode gerar sintomas físicos também, como cãibra, desconforto abdominal, sudorese e palpitação. O diagnóstico é clínico e o tratamento pode ser feito por meio de um relacionamento de confiança com o médico, ou mesmo com acompanhamento psiquiátrico.
     
    - Crises de Pânico
    A síndrome do pânico é um transtorno de ansiedade que é comum aparecer em pessoas que passaram por situações com ataque de medo ou pânico repentinos.  Além das crises de ansiedade, os sintomas físicos são semelhantes aos de um ataque cardíaco, como sudorese, sensação de dormência, dor no peito, além de calafrios, tremores, entre outros. É preciso um acompanhamento próximo ao médico e ao psiquiatra para um tratamento efetivo, que pode ser extenso.
     
    - Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC)
    Bastante conhecido pelas pessoas, o famoso TOC é também um distúrbio psiquiátrico de ansiedade, caracterizado por crises recorrentes de compulsões que se tornam obsessivas no dia a dia das pessoas. Com a pandemia, todos passamos a ter atitudes repetitivas diárias, como lavar as mãos diversas vezes ao dia, passar álcool em gel nas mãos constantemente, limpar com mais frequência produtos, sacolas e itens que trazemos para dentro de casa, entre outras ações. Essa série de ações, aliadas ao trauma de uma pandemia dessa magnitude, pode desencadear o TOC em muitas pessoas. O diagnóstico também é clínico e o tratamento pode ser tanto via terapia cognitivo-comportamental quanto com medicamentos, em determinados casos.

    Leia mais »
  10. Saiba quais as doenças mais comuns no inverno e a relação com a Covid-19

    O inverno traz consigo um período mais seco, sem chuvas, e estimula as pessoas a ficarem mais aglomeradas para não sentirem as baixas temperaturas. Coincidentemente, o ápice da pandemia causada pelo novo Coronavírus chegou junto com essa estação do ano em nosso país, o que pode alastrar ainda mais a Covid-19 e confundir seus sintomas com outras doenças comuns em tempos mais frios. Por isso, hoje vamos esclarecer um pouco mais sobre alguns desses males que aparecem quando a temperatura cai.

     

    - RESFRIADO

    A mais comum entre as doenças do inverno, o resfriado é mais brando, durando em média de três a cinco dias. Pode causar dor de garganta, espirros, coriza e até febre mais baixa, mas são tratados com antitérmicos e analgésicos. Para evitar, basta manter uma alimentação saudável, bastante hidratação e lavar sempre as mãos.

     

    - GRIPE

    Apesar de parecida com o resfriado, a gripe ataca o organismo de maneira bem mais forte.  Também provoca coriza, congestão nasal e dor de garganta, além de calafrios, febre alta e dor de cabeça. Para qualquer doença, é sempre indicado procurar um médico. Já há vacina para gripe, que apesar de não imunizar contra todos os tipos existentes, já diminui drasticamente o risco de contágio.

     

    - RINITE ALÉRGICA

    É uma doença crônica, causada por reações alérgicas que podem se tornar ainda mais constantes durante o inverno, com o tempo mais seco e aumento de poeira no ar, por exemplo. Ela é causada por uma inflamação na mucosa nasal e pode causar coriza, espirros e bastante coceira nos olhos e no nariz. O antialérgico é essencial no combate e o médico pode indicar ainda um corticoide nasal e lavagem do nariz com solução específica. Mantenha alimentação saudável, exercícios físicos e distância de fumantes ou pessoas com resfriados para prevenir.

     

    - OTITE

    A famigerada infecção de ouvido, que pode ser média (causada por vírus ou bactérias associados a problemas respiratórios), ou externa (causada pelo excesso de água no canal auricular ou por algum trauma proveniente de algo inserido no ouvido). Além da dor, a otite causa diminuição da audição, tontura e a pessoa pode escutar um zumbido constante. O médico deve receitar antibiótico para tratar. Para evitar, proteja os ouvidos contra o vento, tome cuidado ao inserir hastes flexíveis para limpar, além de evitar as doenças citadas acima.

     

    - SINUSITE

    A doença causada pela inflamação nos chamados seios do rosto causa dores na face e de cabeça, secreção e até obstrução nasal. O tratamento ocorre com descongestionantes nasais baseados em corticosteroides, analgésicos e anti-histamínicos, além de antialérgicos e antibióticos se a causa for bacteriana. Manter-se hidratado, com boa alimentação, evitar ficar próximo a fumantes ou locais com alta concentração de poluentes no ar são formas eficazes de prevenção.

     

    - OBSERVAÇÃO SOBRE A COVID-19

    Causada pelo novo Coronavírus, a Covid-19 pode causar febre, tosse seca e cansaço, por isso pode causar confusão com os sintomas de outras doenças citadas antes. É preciso ficar alerta para os principais sintomas que identificam a doença, como dificuldade para respirar, falta de ar, dor ou pressão no peito e a perda de fala. Nesse caso, vá a um hospital com urgência, utilizando máscara para evitar a retransmissão do vírus. Para evitar, respeite o isolamento social, evite aglomerações, lave sempre muito bem as mãos e use máscara.

    Leia mais »
Página